Ao criar transações usando a API Pagar.me, você pode usar um recurso chamado metadata. Esse parâmetro permite enviar informações adicionais sobre a transação, como o ID do pedido na sua plataforma, tipo de produto/serviço adquirido etc. Existem milhares de combinações possíveis, que dependem única e exclusivamente do que faz mais sentido para o seu negócio.

Em resumo, o parâmetro metadata é mais uma forma de individualizar as suas transações para facilitar o controle posterior no seu sistema.

É possível atrelar o metadata à transação em duas situações: na criação e na captura.

## 1. Metadata na criação

Para usar o metadata já na criação da transação, basta passar os parâmetros desse recurso na requisição, como mostra esse exemplo:



Dessa forma, automaticamente a nossa API vai montar o objeto para você e retornar algo como:



## 2. Metadata na captura

Quando uma transação é autorizada, no momento da captura da mesma é possível passar um metadata:



Formato

Você deve manter o tipo de dado em um metadata sempre o mesmo, ou seja, uma chave que era um array, **não** pode virar um integer na próxima request. Exemplo:

Era:



**Não pode** virar:



Se você quiser mudar isso, é preciso passar um novo campo dentro do metadata.

Plataformas de e-commerce

Caso você tenha integração com nossos módulos de plataformas com Magento ou WooCommerce por exemplo, não é possível usar o metadata. Isso é apenas possível caso sua aplicação possua desenvolvimento próprio, ou seja, sem as plataformas de e-commerce.